O Cristão e o Seu Estilo de Vida

“O justo viverá pela sua fé” (Habacuque 2:4). O coração do profeta Habacuque estava aflito pela calamidade que se abateu sobre a sua terra. Seu povo era levado para a Babilônia, onde amargaria 70 anos de cativeiro. “A destruição e a violência” estavam diante dele (Habacuque 1:3), e seu ferido coração o levou a clamar diante de Deus: “Tu és tão puro de olhos, que não podes suportar o mal nem tolerar a opressão. Por que, então, toleras os traidores e te calas quando os perversos devoram aqueles que são mais justos do que eles?” (1:13). A resposta de Deus no que diz respeito ao opressor está em 2:16: “Você ficará coberto de vergonha em vez de honra. Beba você também e mostre a sua incircuncisão! Chegará a sua vez de pegar o cálice da mão direita do SENHOR, e a sua glória se transformará em vergonha”. O profeta Jeremias profetizou que ao terminarem os setenta anos de cativeiro, Deus castigaria o rei e o povo da Babilônia e sua terra seria transformada em ruínas para sempre. Deus retribuiria a Babilônia todo o mal que ela fez ao seu povo em Sião. Ela se tornaria morada de chacais e objeto de horror e desprezo e sem habitantes (Jeremias 25:12, 51:24 e 37). Chamo a sua atenção para os verbos “suportar” e “tolerar” em Habacuque 1:3. Os “cinco ais sobre os caldeus” (2:6-20) nos ajudam no entendimento desses dois verbos: “Eu tenho suportado e tolerado a opressão, a violência e toda forma de iniquidade. Mas o meu “suportar” e o meu “tolerar” tem limites, não suportarei nem tolerarei para sempre. Em Romanos 1:18-31 o apóstolo Paulo fala da injustiça, impureza e perversão dos seres humanos. E em 2:1-16 fala sobre o justo juízo de Deus contra toda forma de perversão, maldade e iniquidade, afirmando que “tribulação e angústia virão sobre todo aquele que faz o mal” (versículo 9). Deus estabeleceu um dia em que julgará toda forma de iniquidade. O bem vencerá o mal e todos aqueles que confiam em Deus viverão em douradas e eternas glórias. Além da lição sobre o limite da paciência de Deus, aprendemos em Habacuque outra mui preciosa lição sobre o viver do cristão. A destruição e a violência continuavam diante dele. Mas ao ouvir a resposta de Deus, o profeta expressa sua confiança no Deus de seu povo. A situação não havia mudado, mas diante da Palavra de Deus o profeta mudou. Agora ele entende que o que determina o estilo de vida do cristão não está naquilo que sente, vê ou sofre, mas naquilo que crê. Por isso, em oração de total confiança na providência divina ele diz: “Mesmo que os pomares não produzam frutos, os campos deixem de produzir mantimentos e eu veja os apriscos e os currais totalmente vazios, ‘eu me alegro no SENHOR”’ (3:17-19). Agora Habacuque vivia pela sua fé, segundo o estilo de vida do cristão. “Porque vivemos por fé, e não pelo que vemos” (2 Coríntios 5:7). Estou absolutamente certo de que você também, crendo, verá e viverá vitorioso com o Senhor.

Com amor – pastor José Loures.

Posts Relacionados